RESGATE DA HISTORIA LC-6

RESGATE DA HISTORIA LC-6
RESGATE DA HISTORIA LC-6

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Mapa genealógico do Distrito LC-6


Um capítulo importante e fundamental na vida de uma instituição é a sua história, na qual se assentam todos os ensinamentos que, no presente, conduzirão ao futuro. 

            Assim é no leonismo, cuja história é rica de pessoas, atos e fatos que, através dos tempos, consolidam a força e a pujança do nosso movimento.

            Desde 1952 numerosos Companheiros e Companheiras Leão foram eleitos para, na condição de Governador ou Governadora, conduzirem durante um ano o destino dos Distritos que foram surgindo em consequência das diversas divisões territoriais.

            A história de cada um dos Distritos brasileiros tem origem na mesma raiz, isto é, a fundação do primeiro Clube, o Clube de Leões do Rio de Janeiro, seguida da fundação progressiva de outros Clubes, e que acarretaria, como de fato acarretou, a formação do Distrito inicialmente Provisório e que com o tempo consolidou-se.

            O fato importante é a lembrança daqueles que um dia, cada um a seu modo, contribuíram para o desenvolvimento do leonismo, e que, citando-os cronologicamente, consegue se preservar parte da nossa história que frequentemente é lida e analisada pelos Companheiros, Companheiras e Domadoras.

            É importante enfatizar-se que, quando é elaborada uma “Nominata” ou são feitas listagens de Governadores de um Distrito, elas quase sempre se referem ou aos Governadores daquele Distrito a partir de um período leonístico, ou ainda àqueles Governadores que ainda estão no Distrito.  Mas, inadvertidamente, não se referem àqueles Governadores de períodos anteriores, que governaram aquele Distrito com outra designação que foi modificada com o correr do tempo, isto em consequência das inúmeras divisões territoriais.

            Qualquer publicação com os nomes dos Governadores de um Distrito somente será historicamente completa se nela constarem os nomes de TODOS os Governadores do referido Distrito, independentemente da designação que o Distrito tenha tido ao longo da sua vida.

            Com base nessas considerações, e como para nós o que interessa é o registro histórico do nosso Distrito LC-6, preparei o mapa genealógico com detalhamento de todos os Governadores que pertenceram à nossa base territorial, a partir do ano leonístico 1963/1964.  Nosso Distrito já teve três designações:  de 1963/1964 a 1967/1968 éramos o Distrito L-5;  de 1968/1969 a 1998/1999 éramos o Distrito L-17;  e de 1999/2000 até hoje somos o Distrito LC-6.  Temos portanto, em nossa área territorial, 05 Ex-Governadores do L-5, 31 do L-17, 18 do LC-6 e 03 do L-20 que foram incorporados ao nosso.  São 57 Ex-Governadores de 1963/1964 a 2016/2017.  Destes, 29 são falecidos, 04 abandonaram o movimento e 24 continuam entre nós.  Como homenagem, segue abaixo a

GALERIA DOS NOSSOS EX-GOVERNADORES

Ano leonístico, Distrito e Nome                                                                            Registro:

1963/1964  -  L-5       João Batista Soares (Ribeirão Preto)                                 (Falecido)
1954/1965  -  L-5       Mário Bettarello (Franca)                                                   (Falecido)
1965/1966  -  L-5       José Lerro Palamone (Catanduva)                                     (Falecido)
1966/1967  -  L-5       Salim Abdala Thomé (Barretos)                                         (Falecido)
1967/1968  -  L-5       Eduardo Gomes Freitas Martins (Pirassununga)              (Falecido)
1968/1969  -  L-17     Eládio Arroyo Martins (São José do Rio Preto)
1969/1970  -  L-17     Isidoro Nunes (Monte Alto)                                               (Falecido)
1970/1971  -  L-17     Edwil José Ferreira Roncada (Taquaritinga)
1971/1972  -  L-17     Romeu Bonini (Sertãozinho)                                                          (Falecido)
1972/1973  -  L-17     Eduardo Silva Araújo (São José do Rio Preto)                  (Falecido)
1973/1974  -  L-17     Cícero Barbosa Lima Júnior (Votuporanga)                                  (Falecido)
1974/1975  -  L-17     Edgar Antonio Piton (Olímpia)
1975/1976  -  L-17     Jair de Figueiredo Leal (Pontal)                                      (Saiu do leonismo)
1976/1977  -  L-17     Antonio Dante de Oliveira Buscardi (Taquaritinga)         (Falecido)
1977/1978  -  L-17     Sílvio Benito Martini (São José do Rio Preto)                   (Falecido)
1978/1979  -  L-17     Osvaldecir Apparecido Roque (Jaboticabal)
1978/1979  -  L-20     Sebastião Geraldo Getúlio Vasconcelos (Passos)             (Falecido)
1979/1980  -  L-17     Helvécio de Mendonça Henriques (Ribeirão Preto)         (Falecido)
1980/1981  -  L-17     Luiz Carlos Cardoso Prado (Votuporanga)                                   (Falecido)
1981/1982  -  L-17     Wander Pellizzon (Catanduva)                                           (Falecido)
1982/1983  -  L-17     Sebastião Fernando Gomes (Batatais)                               (Falecido)
1983/1984  -  L-17     Gilberto Antonio Marques Bellini (Sertãozinho)
1984/1985  -  L-17     Osmar Marcon (São Joaquim da Barra)                            (Falecido)
1985/1986  -  L-17     Mauro Vechiatto (São José do Rio Preto)                         (Saiu do leonismo)
1986/1987  -  L-17     Pedro Cavallini Filho (Barretos)                                         (Falecido)
1987/1988  -  L-17     Mário Marcos Pompeu de Araújo (Ribeirão Preto)                     (Falecido)
1988/1989  -  L-17     Nilson Pereira Maia (Pontal)
1989/1990  -  L-17     Alcides Viotto (Franca)
1990/1991  -  L-17     Marinho da Silva (Santa Fé do Sul)                                 (Saiu do leonismo)
1991/1992  -  L-17     Ézio Athayde de Souza (Ituverava)
1992/1993  -  L-17     José Eduardo Batista (Orlândia)                                         (Falecido)
1993/1994  -  L-17     Rubens Bonvino (São José do Rio Preto)                          (Falecido)
1994/1995  -  L-17     Horácio Carnelossi (Fernandópolis)                                               (Falecido)
1995/1996  -  L-17     Altayr Ribeiro da Silva (Igarapava)                                    (Falecido)
1995/1996  -  L-20     Sebastião Pimentel de Vasconcelos (Passos)                    (Falecido)
1996/1997  -  L-17     Amado Dagoberto Ricardo de Souza (Guaira)
1996/1997  -  L-20     Benedito Nogueira de Souza (São Sebastião do Paraíso)           (Falecido)
1997/1998  -  L-17     Antonio Domingos Andriani (Ribeirão Preto)
1998/1999  -  L-17     José Emílio Menóia (Votuporanga)                                               (Falecido)
1999/2000  -  LC-6     Luiz Carlos Dias (Sertãozinho)                                            (Saiu do leonism
2000/2001  -  LC-6     Antonio Damasceno Lima (Votuporanga)                        (Falecido)
2001/2002  -  LC-6     José Reynaldo Nascimento Falleiros (Franca)                   (Falecido)
2002/2003  -  LC-6     Dejayr Nery Barboza (Jales)
2003/2004  -  LC-6     Lauro Hyppólito (Pedregulho-Usina de Estreito)
2004/2005  -  LC-6     Antonio Paulo Caliento (Ribeirão Preto)
2005/2006  -  LC-6     Maurício Brandão de Vilhena (Tanabi)                             (Falecido)
2006/2007  -  LC-6     Manoel da Rocha Freitas (Sertãozinho)
2007/2008  -  LC-6     Roberto Luís Dotto (Catanduva)
2008/2009  -  LC-6     Ana Maria Bononi de Barros (Matão)
2009/2010  -  LC-6     Antonio Carlos Bittar (Mirassol)
2010/2011  -  LC-6     Maurício de Souza (Batatais)
2011/2012  -  LC-6     Hairton Santiago (José Bonifácio)
2012/2013  -  LC-6     José Guéia Mas (Nhandeara)
2013/2014  -  LC-6     José Gomes Duba das Chagas (Franca)
2014/2015  -  LC-6     Sebastião José de Oliveira Carvalho (Taquaritinga)
2015/2016  -  LC-6     José Mário Bazan (Ribeirão Preto)
2016/2017  -  LC-6     Sérgio David de Souza (Neves Paulista)

(relação atualizada até 10 de maio de 2018)

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

GOVERNADOR DO DISTRITO LC-6 VISITA LC BRODOWSKI, terra de PORTINARI

No dia 06 de fevereiro de 2.018, 3a. feira, o casal Governador do DISTRITO LC-6, CLMJ LUIZ ANTONIO CHIQUETTO / CaL REGINA MARA, visitou oficialmente o LIONS CLUBE DE BRODOWSKI, terra de Candido Portinari onde deu posse a um novo associado, CL ALMIR SOARES RAMOS / DM IEDA, e que no protocolo aconteceu tambem a entrega de mais um TITULO DE COMPANHEIRO MELVIN JONES ao CL CESAR GULLO / DM REGINA. Ressalte-se que nesta data o LC BRODOWSKI estava completando 41 anos de fundação.


acesse o link abaixo e leia tudo sobre o evento

http://www.distritolc6.com.br/index.php/visitas-do-governador/1344-brod41.html  

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

LC-6 ESTÁ EM FESTA - SUBSIDIOS

  1. O DISTRITO LC-2 ESTÁ EM FESTA PELA LIBERAÇÃO
    DE SUBSÍDIO E AO MESMO TEMPO QUE COMEMORAMOS
    O MÊS DO MELVIN JONES E OS 50 ANOS DA NOSSA FUNDAÇÃO

    LCIF (Fundação Lions Clube Internacional) libera para Distrito LC-2, US$ 100.000,00 (Cem mil dólares) para o GPACI - Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil de Sorocaba/SP ...
    Lions Clubes Sorocaba Sul e Sorocaba Oeste
    Envolvido no Projeto para o GPACI

    Governador MJF Rubens Mesadri e CaL Marilene – AL 2017/2018

A Fundação de Lions Clubs International (LCIF) fornece subsídios para auxiliar
os distritos do Lions a desenvolver e implementar projetos humanitários em larga escala.

Esses subsídios humanitários ajudam os Leões a ampliar seu alcance e aumentar
o impacto nas comunidades locais e globais para atender ainda mais
pessoas necessitadas em todo o mundo.










 



“Quando há Envolvimento no Servir
e companheirismo, tudo fica a contento”. 
PDG PMJF Fco. Mauricio G. Silva

sábado, 11 de novembro de 2017

MENSAGEM DO GOVERNADOR LC-6


Meu otimismo leva-me a crer em dias melhores, num Lions em que o homem esteja capacitado a levar para fora dos nossos clubes seus valores na busca incessante pela Paz, no amparo aos desafortunados, na luta contra a desigualdade.
 E, com olhar atento, combatendo a corrupção maléfica do corporativismo de setores e políticos que persistem em ter leis e privilégios próprios. Nosso principal objetivo neste ano leonístico é manter cada leão conectado ao leonismo, incentivando a participação nos cursos para multiplicadores de conceitos sobre Lions “Juba Nova”, preparando-os para que possam repassar conhecimento leonístico a seus Clubes, Divisões e Regiões. 
Outra meta para este Ano Leonístico e que já está sendo trabalhado em nosso Distrito é a implantação das Olimpíadas Especiais, ou "Special Olympics", voltadas para pessoas com deficiência intelectual, e que engloba várias modalidades como: atletismo, futebol, bocha, natação, tênis de mesa, entre outros. Hoje, a Special Olympics destaca-se como líder no domínio da deficiência intelectual e é verdadeiramente um movimento global, com mais de cinco milhões de atletas de todas as idades em 172 países.
 Meus companheiros, vamos continuar trabalhando juntos neste ano leonístico para tornar nossos clubes maiores, melhores e mais fortes, para atender aqueles que precisam de nossa ajuda. A Força do Nós é a força de um grande grupo de pessoas. Temos que estar juntos, por isso, um com o outro se torna NÓS. Vamos conservar cada associado na associação, para que 200 milhões de pessoas sejam servidas até 2020. Vamos escrever a nossa história neste início do segundo século de Lions com muita CRIATIVIDADE E MOTIVAÇÃO, colocando o Lions a serviço da humanidade e da PAZ. 
Um grande abraço a todos, sucesso sempre!

“A vida é boa quando você está feliz, mas a vida é melhor quando os outros estão felizes por sua causa” – Papa Francisco.


CLMJ LUIZ ANTONIO CHIQUETTO / CaL REGINA

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

43º CONCURSO NACIONAL DE PUBLICAÇÕES LEONISTICAS



No AL 2016/2017, na governadoria do CLMJ SÉRGIO DAVID DE SOUZA / CaMJ NILZA o Distrito LC-6, no quesito de divulgação Leonística foi grande destaque no 43º CONCURSO NACIONAL DE PUBLICAÇÕES LEONISTICAS.
O concurso foi coordenado pelo CL EGON RALPH HEINRICH  , do LC CAMPINAS CARLOS GOMES, vencedor anterior, e a cerimônia de premiação aconteceu no dia 02 de setembro, em CAMPINAS, em cerimônia que contou a presença da CaL ROSANE TEREZINHA, ex-diretora internacional, além de vários dirigentes Leonísticos e boletineiros de várias partes do Brasil.  Destaque para a caravana do RIO DE JANEIRO, com um grande caravana.
Na premiação, o LC-6 conquistou os seguintes prêmios: 
1º LUGAR  BOLETIM DISTRITAL :  BIG ( Editor CLMJP Antonio Douglas Zapolla ) ( destaque-se que foi também o vencedor no 42º Concurso Nacional, realizado em Ribeirão Preto-SP.
2º LUGAR : BOLETIM DISTRITAL : O CIRCULADOR  ( editor CLMJ PDG José Gomes “DUBA” das Chagas
1º Lugar – Boletim Trimestral : A VOZ DO LEÃO ( LC RIBEIRÃO PRETO CENTRO ) Editor : CLMJ João Rodini Luiz
 3º Lugar:  Boletim quadrimestral : LEÃO DOS CAMPOS ELÍSEOS ( Editora CaL Tânia Cristina Costa Mascioli

Estiveram representes, representando o LC-6, o CLMJP PDG José Gomes “Duba” das Chagas / CaL Celeste; CLMJP Antonio Douglas Zapolla / DM Tarcília e CLMJ João Rodini Luiz / CaL Yolanda.

Parabéns a todos os participantes e fica aqui o pedido para que mais clubes do LC-6, que tantos boletins importantes eram editados, que voltem com força total neste AL 2017/2018, é o que espera o Governador do LC-6, LC LUIZ ANTONIO CHIQUETTO.





Veja tudo relacionado com o 43º CNPL no site


http://www.lionsclubedebrodowski.com.br/cnpl2016.html

FILHOS DE ASSOCIADOS DE LIONS


Precisamos padronizar no Brasil um nome
para os filhos dos associados do Lions


PDG ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI


            Quando um jovem pertence ao Leo Clube é denominado oficialmente de Leo ou Companheiro Leo.  Já quando pertence ao Clube de Castor recebe o tratamento de Castor ou Companheiro Castor.

            Agora, quando não pertence a nenhuma daquelas duas notáveis entidades de jovens, os filhos dos associados pertencentes à família leonística têm os mais diversos tratamentos, que variam de acordo com a região do País, tais como “leonitos”, “filhotes”, “gatinhos”, “juventude leonística” e assim por diante.

            É evidente, e eu concordo, que as práticas e costumes regionais devem ser respeitados no que diz respeito às suas tradições, mas, quando se trata de leonismo, as tratativas protocolares padronizadas devem envolver todos os rincões da Pátria, de norte a sul, de leste a oeste, a fim de configurar uma verdadeira unidade nacional.

            Acredito que chegou o momento, se é que já não passou da hora, dos dirigentes do leonismo nacional assumirem a responsabilidade, de forma direta e objetiva, para solucionar essa pendência, que existe desde o início da nossa história, e encontrar uma denominação oficial para o nome dos filhos dos nossos associados que não pertençam dos movimentos Leoístico e Castorístico, padronizando uma tratativa única para o Brasil.

            Pessoalmente, e nesse sentido, tenho procurado fazer a minha parte.  Em janeiro de 1998, quando era Governador do então Distrito L-17, encaminhei proposta ao Presidente 97/98 do CNG-Conselho Nacional de Governadores do Distrito Múltiplo L, onde, em um longo arrazoado, solicitei providências a respeito do tema.  Minha proposta foi registrada nos anais do Colegiado.  O Presidente do CNG, através do oficio n.º 1304, de 03/04/1998, transferiu minha proposta para o Presidente da AGDL-Associação dos Governadores dos Distritos Múltiplos.  Este, pelo que consta, não deu andamento ao processo ou, se o fez, não providenciou qualquer divulgação a nível nacional.

            Tanto é que a situação persiste até hoje e, em todo Brasil, continuamos com os carinhosos títulos de “leonitos”, “filhotes”, “gatinhos”, “juventude leonistica” e outras expressões de alcance menor.

            Em tudo que diz respeito à minha vida leonistica, uma coisa é certa:  nunca me dei por vencido, especialmente em defesa das ideias que considero justas e adequadas.

            Vou voltar ao assunto.  Estou idealizando um projeto de resolução (moção) para ser apresentado à apreciação da Comissão Técnica competente e aos Delegados que estarão representando seus Clubes em nossa próxima Convenção Distrital.  Nele, vou propor estudos da AGDL, através de uma comissão de alto nível, ou mesmo pela realização de um concurso nacional, que tenha por objetivo encontrar uma denominação oficial para os nomes dos filhos dos associados do Lions Clube que não pertençam aos movimentos Leoístico e Catorístico, padronizando, definitivamente, uma tratativa única para todo território nacional.

            E essa minha pretensão é perfeitamente viável.  Afinal de contas, em 1954, para escolha do seu lema oficial, Lions Internacional não realizou um concurso internacional que, na época, envolveu seus mais de quinhentos mil associados?  E não pediu, no formulário de inscrição do concurso, que os participantes apresentassem um lema para ser duradouro, de caráter internacional e facilmente traduzido?  E que o lema deveria ter um máximo de cinco palavras?  Como todos sabem, o vencedor do concurso foi o Leão canadense D. A. Stevenson, com um lema que continha apenas duas palavras:  “We Serve” (“Nós Servimos”).


            Se Lions Internacional realizou um concurso internacional para adotar seu lema, por que a AGDL não pode realizar um concurso nacional para adotar um nome oficial para os filhos dos associados do Lions Clube que não pertençam aos movimentos Leoístico e Castorístico?  Podem ter certeza que vou apresentar a moção e cobrar!  A luta continua!